Tempo Litúrgico - Quaresma - Cor Roxo

Verde

O Roxo na Quaresma: Aqui o roxo se refere a uma profunda interiorização num tempo forte de penitência e conversão, de jejum e oração.


O Tempo da Quaresma é o período do ano litúrgico que antecede a Páscoa cristã, sendo celebrado por algumas igrejas cristãs, dentre as quais a Católica, a Ortodoxa, a Anglicana, a Luterana.

A expressão Quaresma é originária do latim, quadragesima dies (quadragésimo dia). O adjetivo referente a este período é dito quaresmal ou, mais raro, quadragesimal.

Em diversas denominações cristãs, o Ciclo Pascal compreende três tempos: preparação, celebração e prolongamento. A Quaresma insere-se no período de preparação.

Os serviços religiosos desse tempo intentam a preparação da comunidade de fiéis para a celebração da festa pascal, que comemora a ressurreição e a vitória de Cristo depois dos seus sofrimentos e morte, conforme narrados nos Evangelhos.

Esta preparação é feita através de jejum, abstinência de carne, mortificações, caridade e orações.

A separação do Carnaval e o período da Quaresma inspira um vasto grupo de tradições folclóricas, algumas oriundas de ritos anteriores ao Cristianismo referentes ao pouso do inverno e do posterior renascimento primaveril da terra, no hemisfério norte.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

22 de Outubro, festa litúrgica do beato João Paulo II

Por Neyton João Pontes



A festa litúrgica do beato João Paulo II vai celebrar-se pela primeira vez a 22 de outubro, data anunciada por Bento XVI durante a fórmula de beatificação, no Vaticano. Essa data escolhida é referente à data da primeira homilia do seu pontificado no ano de 1978, na qual afirmou: “Não tenhais medo! Abri as portas a Cristo!”, frase essa que mais tarde se tornou parte do hino oficial da sua beatificação em maio de 2011.
Na história da Igreja Católica nunca um Papa beatificou o seu antecessor, ainda que as regras para estas cerimônias, como hoje as conhecemos, tenham sofrido alterações significativas ao longo dos séculos. O jornal do Vaticano assinalava que “nos últimos dez séculos nenhum Papa elevou às honras dos altares o seu imediato predecessor” e mesmo esses casos aconteceram “em contextos não comparáveis com a decisão de Bento XVI”.
João Paulo II, Karol Wojtyla (1920-2005), foi proclamado beato e apresentado aos católicos como modelo de vida e intercessor junto de Deus.
O rito constitui a penúltima etapa no processo de canonização, mediante o qual um cristão é declarado santo e se alarga a sua veneração a todas as nações.
Comemoremos com fé e nos espelhemos na sua atitude de serviço ao Reino de Deus!
Bem aventurado João Paulo II , rogai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário