Tempo Litúrgico - Comum - Cor Verde

Verde

O verde se usa nos Ofícios e Missas do Tempo Comum. Simboliza a cor das plantas e árvores, prenunciando a esperança da vida eterna.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Pastoral da Juventude a todo vapor

Por Bárbara Pires Garcia
Graças a Deus, a cada encontro da PJ – Pastoral da Juventude, podemos ver nosso grupo de jovens crescendo cada vez mais! É muito bom ver a Pastoral da Juventude cheia de vida, de alegria e renovada! E que continuemos assim, formando ainda mais discípulos, seguindo em missão, fazendo amizades e fortalecendo nossa Fé! Isso é a PJ, essa é a juventude do papa! Somos o sorriso da igreja!

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Visita à Aldeia Rio Branco

Por Luiza Yonamine
A Pastoral de Cáritas, junto com a Irmã Brígida (Bridget O Driscoll) e o Padre Alessandro nascimento, realizou a primeira visita à aldeia indígena do Rio Branco, conhecida como Aldeia do Rio Branquinho, onde os visitantes foram recebidos pelo o cacique. Nessa aldeia os Guaranis vivem numa reserva protegida pelo Governo, em contato direito com a natureza, tendo a visita quinzenal do médico, do agente de saúde da própria aldeia e conta, ainda, com uma escola onde as crianças aprendem o português e a língua deles. Os agentes de Pastoral conversaram com o cacique e ele enumerou algumas das necessidades e dificuldades que a aldeia passa. “Ficamos felizes e comovidos em fazer a visita e gostaríamos de ir mais vezes, mas para isso precisamos de mais colaboração e ajuda da comunidade, para que possamos levar mais cestas à aldeia”, comenta Luiza Yonamine. No final da visita, foram entregues algumas cestas básicas e roupas que foram doadas pela comunidade.

sábado, 13 de setembro de 2014

Comunidade Nossa Senhora de Guadalupe

Por Elizete Garcia
No dia cinco de setembro, foi inaugurada, com uma bênção, feita pelo Padre Alessandro Nascimento, a nova cozinha da comunidade do Acaraú. Foi com imensa alegria e gratidão a Deus e às Irmãs Ana (Ann Griffin) e Brígida (Bridget O Driscoll) que fizeram o Projeto e buscaram apoio financeiro em sua terra (Irlanda) para tornar realidade esse nosso sonho antigo, de ter um espaço maior para desenvolver nosso trabalho, na Pastoral da Criança e outras atividades comunitárias. Agradecemos a todos que se empenharam e doarem seu trabalho nesta nova obra. Que Deus nos abençoe e como disse o Padre Alessandro, que este seja um novo espaço de união, trabalho e alegria e muitas conquistas. Que assim seja!!!

Comunidade do Porto Cubatão realiza Missa Sertaneja

Por Pe. Alessandro Nascimento A Missa Sertaneja foi preparada pela comunidade São José Operário do Porto Cubatão, dentro da programação da Festa do Pescador, que recebeu, durante a Missa Sertaneja, os participantes da comitiva da Bandeirata, um movimento em prol de melhorias na Rodovia SP 193 Peabiru, que liga Cananéia a Jacupiranga. Na Missa estiveram presentes pessoas de Cajati, Jacupiranga, Eldorado, Pariquera-Açu, Registro, Iguape, São Vicente, Praia Grande, Curitiba e Joinvile. Parabéns à comunidade.

Aldeia do Acaraú

Um depoimento de Bete Oliveira Desde 2008 começamos a visitar Agostinha e S. Ailton com seus filhos Graziela, Gabriel e Natalino. Só havia esta família lá. Com o passar do tempo mudaram, mas jamais sairão do meu coração. Em 2010 começamos a conviver com outras famílias, Rogéria, seus filhos e esposo, o cacique Aurelino. Saímos em visita, Alzira, Ir. Brígida e eu, e passamos a acompanhar 12 famílias. Uma vez em uma reunião na Aldeia com membros do Departamento de Assistência Social da Prefeitura, os Guaranis falaram que as líderes da Pastoral da Criança foram as únicas que os ajudaram. Ficamos muito contentes, pois temos muita sorte, Deus nos abençoou com três irmãs que nos ajudaram e ajudam muito, chova ou faça sol! Atualmente acompanhamos 14 famílias e duas gestantes. No dia da Celebração da Vida na Aldeia, Arlindo e sua esposa nos ajudam, preparando lanche para as crianças e ajudando com a balança. E o nosso objetivo está sendo alcançado, graças a Deus; pois muitas não participaram na comunidade, lá na Aldeia todos vão e dá para acompanhar as crianças e famílias mais de perto. Este ano o cacique é Bruno, um jovem, sua esposa eu estimo muito, pois conheço desde criança.

Editorial

Mais uma edição do Luz da Vida, mais uma vez queremos partilhar toda a dinâmica da vida pastoral de nossa comunidade. Que a cada edição possamos contemplar o rosto das comunidades que mesmo distantes interagem, se comunicando e se informando daquilo que é comum a todos: "a construção do Reino de Deus!". Em toda a Igreja do Brasil os cristãos são chamados a aprofundar a reflexão a respeito da atuação dos leigos: homens e mulheres que dedicam seus dons, tempo e disposição no anúncio do Evangelho, por meio do próprio testemunho. Dessa forma, valorizamos aquilo que já vem sendo feito, mas ressaltamos que é preciso ter consciência da importância do que se faz e de continuar e avançar! O documento número 107 da CNBB: "Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade: Sal da terra e luz do mundo!" é o ponto de partida para esse aprofundamento nas comunidades. No último CODIPA (Conselho Diocesano de Pastoral), em Registro, foi introduzido a todos os presentes de forma a conciliar e avançar na reflexão de outro documento da CNBBB o de número 100: Comunidades de Comunidades: Uma nova Paróquia, esse trata também da atuação dos leigos, mas de forma a evidenciar a paróquia como uma rede, comunidades, pastorais, grupos e movimentos que se relacionam, interagem, e assim trocam experiências e informações, possibilitando o crescimento de todo os grupos, e apresentando uma igreja que não está centrada unicamente na pessoa do padre. À luz da Palavra, todos se sentem discípulos e discípulas de Jesus, missionários enviados em missão. Que esse espírito de unidade esteja presente em nosso meio, abramos a nossa visão limitada, saiamos de nossos recônditos, abramos nossas janelas e deixemos entrar novo ar, novo impulso, que gere vida! Padre Alessandro Nascimento

Encontrão de Catequistas em Miracatu

No último dia 31 de agosto, domingo, das 08h às 15h, na Escola Poeta Domingues Bauer Leite, na cidade de Miracatu, cerca de 300 catequistas e leigos da Diocese de Registro se reuniram para assistirem à palestra e formação, ministrada pelo Padre Humberto Robson de Carvalho, autor da obra literária Elementos Fundamentais da Espiritualidade do Catequista. Segundo a catequista Lineth Aparecida Barbosa, de Cananéia, cerca de 15 catequistas participaram do Encontro, que contou com café da manhã e almoço para todos. Sobre a palestra Lineth disse que foi muito esclarecedora, pois o padre utilizou-se de uma linguagem muito simples e de fácil entendimento, evidenciando que o catequista precisa ser um mistagogo, ou seja, aquele que leva ao encontro de Jesus e que a catequese não pode ser transformada em escola. Sobre o catequista, este deve ter a espiritualidade no seu modo de ser, viver, falar e agir. Segunda ela, o Padre Humberto enfatizou que o catequista deve trabalhar na leitura orante da Bíblia, se utilizando de 4 passos, sendo escolher a leitura e realiza-la três vezes; meditar; orar e contemplar, assim como ensinou o Monge Guigo no século XII, entrando no mistério de Cristo.